NOVOS CURSOS E SOLICITAÇÃO DE EXCLUSIVIDADE FORAM ASSUNTOS DEBATIDOS EM REUNIÃO ENTRE SINDSEMP E ESUMP 

18 de Junho de 2021, 16h42

O Sindicato dos Servidores do Ministério Público de Goiás, representado pelo presidente Gilclésio Campos, se reuniu hoje com o diretor da Escola Superior do MP, Dr. Adriano Godoy. Na oportunidade, o dirigente realizou algumas solicitações, dentre elas a destinação de vagas exclusivas para servidores efetivos nos cursos de pós-graduação oferecidos pela ESUMP, além da disponibilização de cursos que visem o aperfeiçoamento e sejam utilizados para fins de progressões dos servidores.

“O encontro amistoso, com certeza, trará bons frutos para todos os servidores do Ministério Público que são representados por nós. Entendemos que a Escola Superior do Ministério Público é um importante instrumento de aperfeiçoamento para os colegas que hoje precisam buscar suas qualificações fora da instituição. Aguardamos ansiosamente que as solicitações em breve sejam realidade ”, disse Gilclésio.

As solicitações realizadas foram:

Destinação de vagas exclusivas para servidores efetivos nos cursos de pós-graduação

O representante da escola superior declarou que a demanda será levada em consideração para as próximas turmas, pois a que está com inscrições abertas já teve seu edital publicado. Efetivos vão concorrer com não efetivos.

Cursos que visem o aperfeiçoamento

O diretor afirmou que a entidade irá analisar o pedido realizado pelo sindicato e que os cursos serão disponibilizados na plataforma da escola superior. Segundo Godoy, outros cursos de maior duração para qualificar os servidores também farão parte da grade da instituição.

Curso de formação para novos servidores

O SINDSEMP também sugeriu que fosse criado um curso de formação para servidores novos da instituição. Algo que capacitasse o servidor para trabalhar que ele não fosse aprovado e tivesse início imediato sem nenhuma qualificação para o serviço. A ideia foi bem vista pelo representante e será realizado um estudo para que o curso seja viabilizado.

Fonte: Assessoria de Comunicação - Marielly Dias